Como você tem cuidado da sua saúde?

Bianca Enricone - Como você tem cuidado da sua saúde - Foto Divulgação

Somos o que comemos já dizia o pai da Medicina Hipócrates. No nosso intestino encontramos mais de 400 trilhões de colônias de bactérias, isso significa que temos mais bactérias que propriamente células no corpo. Há quem pergunte se somos bactérias em um corpo humano ou se não temos mais essa ideia de humanos e somos “multidão” – I Contain Multitudes, Ed Yong.

Bianca Enricone - Como você tem cuidado da sua saúde - Foto Divulgação
Bianca Enricone – Como você tem cuidado da sua saúde – Foto Divulgação

Você sabia que 10% do nosso DNA é realmente nosso? Os outros 90% são da população de bactérias que nos coabitam?

Até então os intestinos eram considerados importantes como qualquer outro órgão. Mas atualmente a população de bactérias que habita os intestinos, também conhecida como Microbiota, Microbiôta ou Microbiôma ganhou destaque e importância na saúde.  Atualmente é considerada pela Organização Mundial de Saúde um órgão virtual.

A microbiota intestinal é uma composição de células boas, neutras e ruins do ponto de vista de saúde. E o perfeito equilíbrio entre essas populações de bactérias é o que determinará a saúde ou doença do indivíduo.

 

De acordo com a Medicina Tradicional Chinesa toda a saúde ou a doença começam e terminam no intestino.

 

Os intestinos, mais precisamente a Microbiota Intestinal tem um fator tão determinante na saúde que levou os cientistas a pesquisarem este órgão mais profundamente. Muitos cientistas consideram o intestino como um segundo cérebro. Ele sintetiza vários neurotransmissores, possui neurotransmissores e se comunica com o Cérebro Cabeça de uma forma inigualável. Veja a Matéria da Super Interessante.

A equipe da Universidade de Washington (EUA) mostrou que a composição da flora intestinal é diferente em indivíduos magros e obesos. Descobriram que temos marcadores de bactérias que determinam, por exemplo, a obesidade, o diabetes.

A grande maioria dos pacientes obesos possui em seu intestino, em média, 50% a mais de Firmicutes, (bactéria hoje associada a obesidade), que um indivíduo magro.

Da mesma forma como os diabéticos tem em sua Microbiota uma elevação de LPS e peptidoglicanos na sua parede em comparação com indivíduos com glicose normal.

Neste sentido percebemos que a microbiota de indivíduos com patologias do tipo Obesidade, Doenças Cardiovasculares, Diabetes Tipo 1 e Tipo 2, Doença inflamatória intestinal como a Doença de Crohn e até mesmo as Doenças Neurológicas estão alteradas. Todas essas patologias estão associadas com uma alteração na população destas bactérias – a Disbiose.

A Disbiose é quando a população de bactérias patogênicas, também conhecidas como as bactérias que produzem as doenças está em número acima das bactérias neutras ou boas.  Dessa forma, em desequilíbrio essas bactérias causam sintomas nos indivíduos e posteriormente as doenças.

Como você tem cuidado da sua saúde?

Conforme pesquisas recentes, pela primeira vez, desde o princípio dos tempos, os indivíduos nascidos após 2005 terão uma expectativa de vida menor que seus pais. O motivo desta sobrevida menor está baseado exclusivamente na alimentação errada. Seja pelo excesso de açúcar, glúten, industrializados, embutidos ricos em nitritos e nitratos ou pela carência vitamínica.

Estima-se que 1/3 da população brasileira tenha esteatose hepática, ou seja, gordura no fígado devido a má alimentação, álcool e/ou medicamentos associados.

Infelizmente a Medicina Clássica não tem um tratamento específico para isso. São necessárias várias medidas como redução de peso, dieta apropriada, reeducação alimentar, exercícios físicos e alguns medicamentos que servem como paliativos.

Em contrapartida, a Medicina Tradicional Chinesa e Indiana, com seus 5000 anos de existência tem soluções para a gordura no fígado através de Programas de Desintoxicação.

 

Grande parte das doenças psiquiátricas está associada com um intestino disbiótico.

 

Infelizmente o médico que não tem a visão da medicina integrativa rejeita ou desconhece a importância desta microbiota saudável. Isso se deve ao fato de que 95% da Serotonina (que é o hormônio que regula o sono, o humor e o apetite, principalmente) é produzida no intestino.

Se você tem insônia ou dificuldade para dormir, anda estressado, desanimado, deprimido ou muito cansado, reveja a sua alimentação e cuide da saúde dos seus intestinos.

Simplificadamente acontece assim, o triptofano é um aminoácido que só pode ser absorvido através da alimentação.  No intestino o triptofano é convertido em 5-Hidroxi-triptofano (5HTP) e posteriormente em Serotonina.

Percebemos e interpretamos o mundo através dos 5 sentidos. São eles que comunicam o nosso organismo de fora para dentro. Por exemplo, quando escurece, a incidência de luz na Íris vai diminuindo. Essa percepção é transmitida para a Glândula Pineal que começa a produção de Melatonina, hormônio que regula o sono. E desta forma sabemos que temos que dormir.

Bianca Enricone - Como você tem cuidado da sua saúde - Foto Divulgação
Bianca Enricone – Como você tem cuidado da sua saúde – Foto Divulgação

E assim são inúmeros os processos bioquímicos que se dão através dos sentidos. Outro exemplo é a própria digestão. Quem nunca salivou sentindo o cheiro de uma comidinha gostosa, ou simplesmente visualizando o que gosta de comer.

Essa estimulação das Glândulas Salivares são um preparo para a digestão que começará na boca. O corpo humano é muito sábio e pensa que logo irá comer.

 

O mais surpreendente para mim é pensar que a nossa Microbiota Intestinal independe dos 5 Sentidos. Além de ela ser um órgão virtual, parece ter Wi-Fi.

 

Ela se comunica com o mundo externo energeticamente sem a nossa aprovação ou consentimento.

Vou tentar explicar como isso ocorre. Vamos supor que você tem a bactéria da Obesidade, a Firmicutes, no seu intestino. No meu exemplo você já se alimentou e foi na floricultura. Você não está com fome. Saiu de casa e entrou direto na floricultura. Você não percebeu que próximo à floricultura havia uma padaria. Vou dizer de novo, você não percebeu, mas as bactérias que habitam a sua Microbiota Intestinal, ah sim, elas perceberam! Se ficasse por aí tudo bem, mas não, elas são “bandidas”. E através de uma cascata de reações bioquímicas ELAS enviam um impulso nervoso para gerar em você uma “VONTADE DE COMER”. Você terá fome, muita fome. Você conseguiu entender o tamanho do problema?

Consideramos que a obesidade é multifatorial. Dessa forma, como você tem cuidado da sua saúde? O COMBATE exige disciplina, bons hábitos alimentares, exercícios físicos E CONTROLE DO NÚMERO DE BACTÉRIAS INTESTINAIS.

 

A bactéria em maior número nos obesos é a Firmicutes. Mas vale lembrar que existem também outras bactérias patógenas associadas a obesidade. De acordo com estudos recentes, retirando essas bactérias do organismo o indivíduo gradualmente volta ao peso ideal.

Nesse momento acredito que você deva estar se perguntando como retiramos essas bactérias nocivas do organismo. O uso de antibióticos resolveria isso? Infelizmente não. Os antibióticos matam todo o tipo de bactérias, tanto as boas como as nocivas ao organismo. E quando essas bactérias nocivas voltam a crescer elas se multiplicam ainda mais rápido que as bactérias boas, agravando ainda mais o problema.

Os suplementos com probióticos, pré bióticos ou simbióticos podem ajudar? Confira o post Benefícios do Kefir.

Primeiramente vamos denominar cada um para ficar claro. Os probióticos são um pool de bactérias benéficas, as bactérias boas como os Lactobacillus acidophillus, L. casei e L. bifidum. Exemplos: Yakult, Kefir e Iogurtes.

Os prebióticos são o “alimento” para essas bactérias benéficas se fixarem no intestino e se multiplicarem.  São carboidratos ou fibras solúveis em água como a Pectina, os Frutooligossacarídes (FOS), as Ligninas e a Inulina. Não adianta você suplementar com probióticos e eles morrerem de fome.

Para resolver isso o ideal é a suplementação com simbióticos. São suplementos que contém uma mistura de bactérias boas e alimento para elas crescerem e se multiplicarem no organismo.

O uso deste tipo de suplementos ajuda a manter em equilíbrio as bactérias da sua Microbiota Intestinal. Contudo, o uso de medicamentos de uso contínuo, o stress, a poluição, a poluição eletromagnética, não garantem uma desintoxicação efetiva do organismo, só uma suplementação adequada.

Quanto vale a sua saúde? Como você tem cuidado da sua saúde?

Vou revisar os principais pontos deste post.

  • A alimentação tem um impacto na nossa saúde maior que qualquer outra terapia.
  • Somos o resultado do que comemos.
  • Pela primeira vez desde a existência do mundo a expectativa para os nascidos após 2005 é menor que seus pais em virtude da má alimentação.
  • A Microbiota Intestinal foi classificada pela Organização Mundial de Saúde um órgão virtual. Sua importância é tão grande que há quem considere um segundo cérebro.
  • Temos marcadores intestinais que determinam várias doenças como a obesidade, o diabetes, doenças cardiovasculares, entre outras.
  • 95% da serotonina é sintetizada no intestino. Se você está com problemas de insônia, stress, depressão e cansaço, reveja a sua alimentação e cuide da saúde do seu intestino.
  • Indivíduos obesos possuem em média 50% a mais de bactérias patógenas nos intestinos que indivíduos magros.
  • Conforme estudos recentes, quando é retirando essas bactérias do organismo o indivíduo gradualmente volta ao peso ideal e recupera a saúde.
  • Agora temos uma solução real para a obesidade, para a depressão e outros sintomas como insônia, cansaço, stress, mal humor, entre outros.
  • A saída é a desintoxicação que deve ser feita regularidade a fim de retirar as toxinas do corpo, prevenir doenças e garantir a saúde integral de forma plena.

 

Qual é o caminho real para uma desintoxicação do corpo?

 

De tudo que já expetimentei ao longo de quase 20 anos tratando pessoas o Programa de Desintoxicação do corpo que tem mudado a vida de muitas pacientes. Conheça mais aqui.

Bianca Enricone - Detox Kriyá - Foto Divulgação
Bianca Enricone – Detox Kriyá – Foto Divulgação

Eu sou Bianca Enricone, agradeço a sua companhia até aqui e convido você a embarcar nessa jornada em busca de uma vida plena! Peço que visite o site e as redes sociais se inscreva no canal, e me ajude a divulgar este vídeo e compartilhar a saúde integral.

Bianca Enricone - Detox Kriyá- Foto Divulgação
Bianca Enricone – Foto Divulgação

Siga a Dra. Bianca Enricone nas Redes Sociais:

Facebook 

Instagram 

YouTube

Fotos: Divulgação / Arquivo Pessoal

Fonte: Bianca Enricone
Assessora de Imprensa

Leia também: Como viver mais de 100 anos com saúde?

Compartilhar Post:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Precisa de ajuda?